domingo, 29 de janeiro de 2012

Reflexão sobre a temática 3



Como a temática foi de uma dimensão complexa e com uma realização por fases irei apresentar a minha reflexão (tal como já realizei no post de fórum da unidade curricular) considerando as mesmas. Deste modo, esta temática desenvolveu-se considerando as seguintes fases:
  • Preparação da entrevista
  • Realização da entrevista
  • Transcrição da entrevista
  • Elaboração da matriz para análise do conteúdo
  • Troca de grelha e entrevista com um par para realianálise da grelha

A. A preparação da entrevista

Relativamente à preparação da entrevista comecei por ler alguma bibliografia sobre a temática e tomei consciência de alguns aspetos relevantes e sobre a forma de guiar a entrevista. Perceber o conceito e objetivos da entrevista semi-estrutura permitiu-me entender que a proposta de guião tratou-se de um instrumento flexível e de orientação concedo-me grandes vantagens da gestão e aprofundamento de aspetos relevantes ao estudo proposto. Deste modo, procedi à análise do guião, avaliei algumas questões onde poderia não obter grandes resultados, nomeadamente, se escolhesse um entrevistado menos cooperante e estruturei uma reformulação possível à entrevista. Esta preparação incluiu ainda a avaliação de potenciais candidatos à entrevista e de onde pudesse obter bons resultados ao estudo.

B. Escolha do entrevistado

Para a realização desta entrevista convidei alguns professores de diferentes áreas que lecionam em escolas do concelho onde sou docente e de acordo com o perfil proposto. Destes convites obtive da parte de todos um feedback muito positivo para participarem no estudo pois tratam-se de docentes que possuem algumas afinidades com as redes sociais e com as tecnologias da informação e da comunicação.
Decidi selecionar uma professora do ensino básico e secundário possuidora de um excelente currículo na área das tecnologias da informação e da comunicação, sendo reconhecida pelo comunidade escolar onde trabalha como alguém muito disponível a novos desafios e onde as redes sociais fazem parte da prática do seu trabalho. Desse modo, agendei com a mesma uma data e hora para a realização da entrevista tendo a mesma se disponibilizado a realizar a entrevista na escola onde lecciona. Procurei, deste modo, criar um clima amigável e muito próximo da entrevistada. Até recentemente julgava que a escolha do docente não deveria ser com base nos resultados a que me propunha obter, julgava mesmo, que deveria ser realizada de forma aleatória, mas na última bibliografia apercebi-me que a forma de escolha que estabeleci é a mais correta.

C. Preparação da entrevista com o entrevistado

Em termos preparativos dei a conhecer antecipadamente o guião de orientação da entrevista, o formato da entrevista – semi-estruturada e presencial - assim como, as questões que estiveram na base da investigação. Para além disso, foi transmitida que a referida entrevista se iria realizar respeitando a confidencialidade dos dados. Pedi-lhe sugestões sobre a entrevista também para perceber onde teria de reestruturar tendo para isso por disponibilização da própria entrevistada ocorrido entre alguns contatos.

D. A realização da entrevista

Durante a realização da entrevista:

No início voltei a apresentar de forma ligeira os objetivos e a garantia da confidencialidade. Coloquei a entrevistada à vontade caso não pretende-se responder a alguma questão mais especifica. A própria gravação foi realizada com autorização da entrevistada. Ajustei a entrevista à mesma tendo ao longo da mesma reformulado ou alterado a ordem das questões, precisamente, para não cortar ou obrigar o entrevistado a repetir as respostas. Utilizei uma linguagem acessível por vezes com recurso a algumas expressões de concordância decorrentes da entrevista mais informal porque percebi que a entrevistada possuía um conhecimento muito claro sobre a temática. Aproveitei o conhecimento da entrevistada e criei espaço para reflexão da temática ao longo da entrevista (procurando dados relevantes ao estudo).
No fim, agradeci manifestando a importância dessa entrevista para o trabalho da unidade curricular tendo tido o cuidado de não terminar de forma abrupta, aproveitei, a época que estava a chegar – Natal e ano novo, para terminar a entrevista de uma forma mais ligeira.

E. Transcrição da entrevista

Em termos da transcrição da entrevista mantive-me fiel ao que foi transmitido tendo recorrido à gravação para transcrever para o papel a informação revelada pelo entrevistado. Considero que a gravação da entrevista é determinante para o processo em estudo, pois representa um excelente instrumento para memórias futuras; sem a sua utilização teria esquecido de aspetos muito particulares que ocorreram na entrevista. Houve algumas paragens em termos do discurso e até algumas manifestações (como risos) que após leitura de alguma bibliografia conclui que poderia ter evidenciado a sua existência, mas no momento da transcrição não as achei relevantes para o estudo.

F. Elaboração da matriz para análise do conteúdo

Relativamente à elaboração da matriz confrontei-me com uma entrevista complexa e como muitos dados fornecidos. Deste modo, esta etapa revelou-se morosa registando, ainda, algumas dificuldades em categorizar a informação. No entanto, a maior dificuldade que senti para realizar este trabalho foi ao nível do entendimento dos conceitos apresentados na bibliografia de referência e só após ultrapassar essa dificuldade consegui realizar o solicitado. O guião e os objectivos inicialmente definidos neste acabaram por ser um grande suporte em termos de trabalho. Realizar a validação das entrevistas de outros colegas possibilitou-me conciliar os meus conhecimentos dos conceitos.

Troca de grelha e entrevista com um para revalidação dos conteúdos


Maiores limitações que encontrei ao longo da temática 3:
  • Ao nível do guião: Algumas questões que inicialmente não pareciam estar repetidas mas depois de introduzidas na preparação identifiquei respostas repetidas – obrigou-me a realizar alguma reformulação;
  • Perceber em contexto prático os conceitos da análise de conteúdos.
 
A preparação e a realização da entrevista trataram-se dos momentos da temática que mais me senti envolvida pelo tipo de experiência - desenvolver um trabalho de campo - e pelos conhecimentos que fui desenvolvendo.

Sem comentários:

Enviar um comentário